Deputado e ex-prefeito, ligados ao governo do Estado, não se pronunciam sobre o caso.

O Bahia Notícia esteve no município de Serrinha na última semana a pedido de populares e motoristas interessados em denunciar as condições de precariedade que percorrem as principais estradas que ligam a cidade a outros municípios da região do Sisal. Chegando aos locais indicados, os trechos entre Serrinha a Coité; Serrinha a Biritinga e Biritinga a Sátiro Dias, comprovamos a “situação de calamidade” que define as estradas, como descreveu o motorista, Manuel, de 53 anos.

Na BA 409, que liga Serrinha e Conceição do Coité, a situação é dramática. Veículos são forçadas a desviar constante de buracos, desníveis e trechos perigosos da estrada. Situação semelhante ocorre na BA 233, ligando Serrinha à Biritinga. Ali, o número de acidentes com vítimas fatais só tem aumentado. Além disso, a queixa dos motoristas é o aumento no custo de manutenção dos veículos, já que os buracos danificam principalmente pneus e suspensão, além de consumirem mais gasolina, dado o aumento do tempo de viagem.

Só para se ter uma dimensão o problema, o trecho de 50 km entre Coité e Serrinha, antes feito em 30 minutos, hoje pode levar até 1h30, a mesma demora hoje pode ser constatada no caso da estrada de chão que liga Serrinha ao município de Sátiro Dias, a 205 km de Salvador.

O mais contraditório da situação, é que Serrinha possui nomes no governo do Estado, como o ex-prefeito Osni Cardoso e o deputado Gika Lopes, que poderiam usar do bom diálogo que têm com o governador, Rui Costa (PT), para intervir diante da situação. A omissão de ambos expõe o caráter enigmático dos porquês das estradas ainda não terem sido recuperadas.

Enquanto a situação não se resolve, a população se revolta. “São essas estradas que darão acesso à Vaquejada de Serrinha?” questiona com ironia um comerciante local. O impacto da má conservação das estradas afeta diretamente a economia de Serrinha. Como lembrado por seu Ademir, a Vaquejada do Parque Maria do Carmo, que ocorre todos os anos no mês de setembro, movimenta o comércio local com a vinda de milhares de turistas à Serrinha.

Serrinha / Conceição do Coité

Serrinha / Biritinga

Biritinga / Sátiro Dias

 

Compartilhar