Bahia Notícia entrevistou recentemente um dos maiores símbolos da beleza baiana e brasileira, Ebequiarine Pita Souza, Ebe Pita, como é conhecida. A Miss falou ao nosso editor jornalista, Junior Robocop, sobre sua carreira, vida e planos futuros, demonstrando toda a experiência e segurança aprendido com o brilho das passarelas.

ENTREVISTA:

Junior Robocop: Ebe, antes de mais nada, obrigado por falar ao Bahia Notícia.

Ebe Pita: Obrigado, Junior. É um prazer.

Junior Robocop: Pergunta indiscreta pra começar: qual sua idade?

Ebe Pita: Mulheres não revelam a idade (risos).

Junior Robocop: Boa! Ouvi dizer que você é uma mulher de agenda cheia. Qual sua profissão atual? E quais objetivos de vida?

Ebe Pita: Pois é, Junior… Melhor dizer “profissões”. Atualmente sou instrumentadora cirúrgica, instrutora de Pilates, estudante, micropigmentadora e modelo (por amor, nas horas vagas).

Junior Robocop: Nossa! Mas fala um pouco para a gente sobre você e sua carreira:

Ebe Pita: Então, iniciei trabalhos como modelo em 2012, quando participei do primeiro concurso de Miss e acabei indo representar o Brasil na Jamaica.

Junior Robocop: Então, você já teve uma atuação internacional? Que fantástico. Mas você também já fez sucesso em Candeias, não foi? Lembro de seu título na Lua Nova…

Ebe Pita: Sim, fui Rainha da Cavalgada Lua Nova também em 2012.

Junior Robocop: E daí em diante?

Ebe Pita: Daí em diante continuei estudando fonoaudiologia, fazendo meus trabalhos científicos e modelando, até participar do Miss Bahia Universo 2013 e ficar no Top 15. Em 2014 parei tudo por aqui e fui morar por 1 ano nos EUA. Queria mudar um pouco os rumos da minha vida, me aventurar!

Ebe Pita: No final de 2014 retornei e me apaixonei pelo Pilates. Larguei parcialmente a vida de modelo. Só aos poucos fui voltando, por amor às fotos, às passarelas e os amigos.

Junior Robocop: E hoje?

Ebe Pita: Hoje?! Resolvi aceitar o convite e voltar a ser Miss, fazer tudo novamente, mas com um outro olhar, claro.

Junior Robocop: Grande Ebe! Muito obrigado pela entrevista e boa sorte nos novos projetos.

Ebe Pita: O privilégio é meu.

Fotos: Dodo Villar

 

Compartilhar