População criticou demora na entrega da obra.

O atual prefeito de Candeias, Sargento Francisco (PSD), inaugurou ontem (21) a duplicação do viaduto do bairro Nova Brasília. A obra, uma das bandeiras de seu governo, levou mais de dois anos para sair do papel e quase o mesmo tempo para ser concluída. O viaduto, agora com capacidade para abrigar duas mãos, é inaugurado há apenas 11 dias do fim do governo de Francisco, que dará lugar à gestão de Dr. Pitágoras (PP), eleito em outubro deste ano.

A demorada inauguração causou polêmica entre a população. Havia os que argumentavam que, felizmente, a obra de mobilidade urbana havia sido concluída, melhorando o acesso e segurança de motoristas e pedestres que acessam o bairro da Nova Brasília, outros, ressaltaram a demora na entrega do bem público, especulando as causas da morosidade de uma obra de pouca complexidade.

O prefeito não respondeu bem aos críticos e foi incisivo em se justificar nas redes sociais. A assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal também blindou o chefe do executivo, afirmando em nota que “A construção da ponte demorou mais que o previsto porque a primeira empresa vencedora do processo licitatório abandonou o serviço, só quando outra empresa venceu o novo processo licitatório a obra foi concluída”.

O fato é que a obra foi saindo das prioridades do governo na medida em que o período eleitoral foi se aproximando. O atual presidente da Câmara, Gil Soares, que esteve ao lado de Francisco durante a inauguração, se aliou à ex-prefeita Antônia Magalhães nas eleições de 2016. Sua fiel escudeira, a também vereadora (não-reeleita) Marivalda Silva (PT), presente na inauguração, perdeu prestígio ao assumir a liderança do governo na Câmara, não sabendo responder à população sobre o destino do que parecia se tornar, até ontem, mais um elefante branco na cidade.

Compartilhar