Candeias: Empresário local participa de festejos a Nossa Senhora das Candeias e declara: “Momento de fé, amor e emoção”, diz Junior da PHL

Conhecido como um dos mais proeminentes empresários de Candeias, Fidelis Junior, ou como todos costumam chamar, Júnior da PHL, é, antes de um homem de negócios, um homem de fé. Pelo menos é assim que se enxerga o empresário candeiense.

Presente na procissão que encerrou o novenário em celebração à Nossa Senhora das Candeias, na tarde deste sábado (03), Fidelis Junior acompanhou tudo ao lado de sua companheira, esposa, e dos filhos do casal.

Durante todo o trajeto, o empresário exalava devoção. “Este é um momento de fé, amor e emoção”, disse ao repórter do Bahia Notícia, Júnior Robocop, a quem também mencionou que estava agradecendo pela estabilidade econômica de sua empresa e a manutenção dos postos de trabalho gerados por ela.

Grande apoiador da cultura e do esporte, Fidelis é dono de um longo histórico de contribuição para o cenário social de Candeias. “Quando a iniciativa pública não faz ou é incapaz de fazer sua parte, cabe aos cidadãos contribuir com o que podem”, explica.

PHL Combustíveis e sua contribuição social

Saúde:

A PHL também tem grande preocupação com os temas relacionados à saúde e bem estar, tanto de seus funcionários, como de toda a população de onde atua. Com essa abordagem a empresa promoveu em novembro de 2015 a campanha “27 de Novembro Azul”. A Campanha reuniu profissionais da saúde voltados para a conscientização de funcionários e o público masculino geral sobre a importância do exame clínico para o diagnóstico e tratamento do câncer de próstata, uma das doenças que mais matam homens em todo o país. A campanha não parou por aí. Teve medição de pressão arterial, verificação de glicemia entre outras modalidades de exames e atividades que devem ajudar no acompanhamento do quadro de saúde da população masculina participante.

Cultura:

Infelizmente a grande maioria dos jovens candeisenses, homens e mulheres, não têm o devido acesso à Cultura como resultado de políticas públicas promovidas em âmbito local ou regional. Este fator está diretamente ligado ao aumento da criminalidade entre essa faixa etária da população ou sua marginalização do mercado de trabalho e do sistema de educação.

Preocupada com a qualidade de vida e a acesso aos bens culturais da juventude, a PHL adota uma política de incentivo (técnico, financeiro, informacional) às práticas culturais dentro voltadas à juventude da cidade. Essa foi uma forma encontrada pela empresa de impulsionar o desenvolvimento das faculdades artísticas e intelectuais no município e incentivar o empreendedorismo cultural na região.