Tenente Coronel Ronaldo Menezes tem direção destacadas a frente de unidade pública de ensino.

O projeto colocado à votação nesta quinta-feira (23/11) pelo vereador do Democratas (DEM) na Câmara Municipal de Candeias, Irmão Gerson, outorgará o título de Cidadão Candeiense a uma ilustre figura da Segurança e Educação Pública na Bahia: o Tenente Coronel e atual diretor do Colégio da Polícia Militar (CPM) em Candeias, sr. Ronaldo Menezes.

A decisão respeita os 12 votos favoráveis (05 ausências) ao Projeto de Resolução nº 16/2017 do vereador, que busca entregar o título como “forma de reconhecimento ao brilhante trabalho que o tenente coronel tem desenvolvido a frente de uma das melhores instituições públicas de ensino da região [se referindo ao CPM]”, justificou Irmão Gerson.

Em agosto deste ano, o Ten Cel. Recebeu do Bahia Notícia a comenda Top Destaque 2017, também relacionada aos relevantes serviços que veem prestado à frente do Colégio Militar desde que assumiu sua direção, no inicio deste ano. O oficial de alta patente está acostumado com condecorações. Somente em seu histórico familiar, são mais de 18, entre civis e militares, além de uma extensiva lista de cargos de comando exercido ao longo de sua trajetória nas hierarquias da PM.

Ao longo dos 37 anos na Polícia Militar, o Tenente Coronel, que também é marido e pai de um casal, FOI responsável por serviços de altíssima relevância para a Segurança Pública, a Educação e a Cidadania na Bahia. Ronaldo Menezes já comandou inúmeros batalhões, no mais diferentes municípios baianos e das mais distintas localidades da Capital, Salvador, com destaque para memoráveis passagens pelas 40º CIPM do Nordeste de Amaralina e pela 17º CIPM do Uruguai.

A atuação como “policial padrão”, rendeu ao tenente coronel, que é bacharel em Direito, grande prestígio entre as comunidades e colégios onde atuou, como ilustram os títulos de cidadão feirense, as monções de aplausos nas Câmaras de Candeias e Madre de Deus, e as homenagens a sua passagem pela direção dos colégios militares do Dendezeiro e da Ribeira, ambos em Salvador.

O currículo vasto, a medalha de ouro que ostenta seus 30 anos de serviços prestados à PM e as inúmeras condecorações militares e civis – como a que o elegeu “policial do ano 2016” em título concedido por jornal do estado do Rio de Janeiro –, contrastam com a leveza, simpatia e simplicidade do oficial militar e diretor do CPM Candeias.

Compartilhar