Candeias: Bahia Notícia fala com Mário Sérgio, o craque candeiense do Bahia E.C.

O Bahia Notícia esteve com o mais novo craque do Bahia Esporte Clube e um dos responsáveis pelo acesso do clube da capital de volta à elite do futebol baiano: o atacante Mário Sérgio. O jovem jogador é morador e apaixonado pelo distrito de Passé, em Candeias, e foi para a comunidade que dedicou bonita homenagem na noite de ontem, após o Bahia ter garantido o passe para a série A.

15203118_794956767309472_3985635504631500491_n

Mário Sérgio mostrou para a torcida sua camisa onde havia escrito “Eu amo em forma de coração” Passé e Candeias”. Ao nosso Editor, Júnior Robocop, o jogador candeiense que já é sondado por clubes nacionais e do exterior contou um pouco sobre sua vida e a declaração que viralizou nas redes sociais neste fim de semana. Acompanhe entrevista:

Entrevista:

Júnior Robocop: Olá Mário Sérgio. Obrigado pela entrevista. Diz para a gente, quem é Mário Sérgio?

Mário Sérgio: Olá, meu nome é Mário Sérgio, tenho 21 anos e estou no Esporte Clube Bahia (ECB) desde os 16 anos.

Júnior Robocop: Como 2016 foi para você?

Mário Sérgio: Cara foi um ano meio difícil pra mim, pois tive que fazer uma cirurgia do ligamento cruzado do joelho esquerdo, cujo tempo provável para a recuperação eram de 6 meses, segundo os médicos, e com isso eu não iria poder mais atuar pelo ECB no ano de 2016.

Júnior Robocop: E como você reagiu à situação?

Mário Sérgio: então… decidi fazer uma meta comigo mesmo, prometi pra mim que iria me dedicar a cada dia nos tratamentos para voltar antes do previstos pelos médicos e com muito trabalho com os excelentes profissionais da parte da fisioterapia e preparação física do Bahia, dos quais não posso deixar de agradecer a Neto, André, Thiago, Diogo e os pregadores físicos Vítor Gonçalves e Luizão, tem que agradecer muito a eles porque eles que estariam lado a lado no dia a dia nesse momento que foi tão difícil e eles não pararam um minuto de acreditar em mim. Voltei com 4 meses e alguns dias  e tive a felicidade de dar a assistência para o gol de Renato Cajá diante do Bragantino, o gol este que deu o triunfo para o esquadrão. Entrei na partida estava 2 X 2 e com menos de 10 minutos e pude contribuir bastante. Acho que se não fosse aquela assistência não alcançaria o nosso objetivo esse ano.

Júnior Robocop:  E agora, depois de tudo pelo que passou, como você se sente?

Mário Sérgio: Estou muito feliz em fazer parte da história do Bahia. Era um sonho, ainda mais para mim que já estava desacreditado em jogar esse ano. Mas graças a Deus com muita luta voltei e dei a volta por cima. Hoje me sinto realizado. Estava comentando com minha esposa Natáli: em 2010 no acesso do Bahia eu estava na torcida, estava na arquibancada e hoje sou um dos protagonistas da história do Bahia. Então é um sonho realizado e ainda quero dá muitas alegrias para essa nação maravilhosa…

Júnior Robocop: e a homenagem? Fala a para gente…

Mário Sérgio: quanto à homenagem ao distrito de Passé e à cidade de Candeias, foi uma forma de retribuir o carinho que todos têm por mim né? A minha cidade natal, onde nasci e fui criado, então tenho um carinho enorme por todos e pode ter certeza que irei levar comigo sempre.

img-20161126-wa0072

img-20161127-wa0011

Mario Sergio, Na segunda fila agachado de chuteira verde.

img-20161127-wa0012

img-20161127-wa0014 img-20161127-wa0015 img-20161127-wa0016