O governador Rui Costa participou da solenidade de abertura da 7ª edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica), realizada nesta quinta-feira (5), no Claustro do Convento do Carmo.

Até o próximo domingo (8), a Flica movimenta o Recôncavo baiano com influentes nomes da literatura nacional e internacional, além de oferecer extensa programação para adultos e crianças.

“A Flica não é uma festa apenas de Cachoeira. Ela é do Recôncavo e da Bahia. A força da criatividade do povo baiano se mostra nessa festa literária. Serão dias de sucesso, não somente para adultos, mas para as crianças também, para que elas possam desenvolver o gosto pela arte, pela história e pela cultura”, afirmou Rui.

Acompanhado das duas filhas mais novas, Malu e Marina, e da primeira-dama e presidente das Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA), Aline Peixoto, o petista acrescentou: “A nossa existência é estruturada pelo que se denomina cultura. Portanto, temos que aplicar recursos para que a nossa identidade seja demonstrada através de diversas linguagens. Por isso, o apoio total do governo do Estado, mesmo em um momento de crise. Com toda dificuldade, estamos conseguindo manter os investimentos em cultura”.

Presente na solenidade, a nova secretária de Cultura do Estado, Arany Santana, desejou “vida longa e parabéns ao público presente”. Compareceram também a secretária de Promoção da Igualdade Racial, Fabya Reis, e os titulares de Turismo e de Comunicação Social, José Alves Peixoto e André Curvello, respectivamente.

Após a abertura oficial, o governador visitou a “Casa Educar para Transformar”, onde estão concentradas as ações das secretarias e órgãos do Estado na festa literária.

Rui também conferiu a Fliquinha, espaço voltado para o publico infantil, onde está a biblioteca móvel da Fundação Pedro Calmon (Bibex). A programação completa da Flica está disponível no site do evento.

Compartilhar